Alívio

Mais aliviada, para já. Foi bom poder falar com uma pessoa que tanto admiro e de quem tanto gosto.

A minha vida está um inferno, não aguento ver o homem que amo a destruir-se dia após dia. Era algo que achava que só acontecia aos outros e, agora, eu sou o outro dos outros. Aconteceu-me, aconteceu-nos. É preciso força para lidar com este monstro e para libertar o meu marido desta doença.

Sinto-me mais segura por saber que posso confiar em alguém. Obrigada, M., pelas tuas palavras, são sempre uma inspiração.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>